13/10/2015
Tamanho
 

A maior virtude é a coragem
Por Danilo Forte

Assessoria do deputado Danilo   
 

Quando o fundo do poço se evidencia é a hora dos corajosos. É hora dos que têm algo a dizer e a fazer porque o Brasil é maior.  Dele e nele brotam todos os dias lideranças políticas sérias, pessoas que olham para o futuro. Uma gente que acorda antes do amanhecer e adormece muito depois que o sol se pôr para construir o futuro dessa Nação. Vencendo todos os dias barreiras quase que humanamente instransponíveis. Por isso não importa o tamanho da crise política e da crise econômica em que o País foi lançado. Sairemos dela juntando o que há de melhor nas gentes brasileiras.

O Brasil tem sim, uma casta de políticos e uma casta de burocratas de Estado que estão atentos às ações dos executivos feitas ao arrepio da Lei. É preciso esclarecer ao povo que não foram só as pedaladas que fizeram o TCU gritar a plenos pulmões a falta de correção das contas do governo  da economista Dilma Rousseff, em 2014. As pedaladas foram trocas de poucos milhões que ela obrigou os bancos públicos a pagarem deixando-os em prejuízo. Mas houve também os desmandos que foram muitos e consumiram bilhões sem aprovação do Congresso, só porque ela assim queria. Dinheiro que saiu do BNDES, da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil, do Tesouro.

A Presidenta, como gosta de ser chamada, tinha uma fome insaciável de gastar e gastar como bem lhe aprouvesse, obrigando seus comandados a criarem uma contabilidade patológica, que ela nunca acreditou seria revisada seriamente pelo Tribunal de Contas da União e, como maquiada muitas vezes e cheias de vícios, condenada às vistas do povo brasileiro.

A condenação de Dilma é mais uma pedra na montanha de incidentes críticos ligados ao mensalão, ao petrolão, ao Lulismo e ao petismo instalado no Palácio da Alvorada. Esse quadro de insolvência que lista 8,5 milhões desempregados; que registra uma queda de nossa economia do sexto para o nono lugar e em descida, que rasga no coração dos brasileiros a fé, a esperança e a alegria contagiante de nossa gente, terá que ser passado a limpo.

Essa fase acabou. Esse momento brasileiro tem dias e horas contadas e é por isso que digo que o momento é dos corajosos, dos que não titubeiam, dos que não se fingem de mortos. A hora é do PSB .  O PSB é a única possibilidade de aglutinação das forças progressistas diante da crise política imposta. É a única sigla que não se misturou, não se vendeu, nem tão pouco se fechou. Pelo contrário. Concorreu à Presidência da República e não fosse a fatalidade talvez não estivéssemos vivendo essa grave crise moral que assola todo o País. Mas a hora é dos corajosos e eu os conclamo a virem se unir ao PSB , e como dizia nosso candidato morto num acidente de avião: Não vamos desistir do Brasil. Não isso Nunca.

 
 
 
13/05/2019 - Rádio Câmara
Comissão de Meio Ambiente realiza 1º Seminário Aberto sobre Clima, Floresta e Agricultura (17'19")
10/05/2019 - Rádio Câmara
Alto número de suicídio de crianças e adolescentes chama atenção de Rodrigo Coelho (2'53")
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.