16/11/2015
Tamanho
 

Valadares Filho lamenta crescimento da violência contra a mulher


Em pronunciamento realizado nesta quinta-feira (12), o deputado federal Valadares Filho (PSB-SE) ocupou a tribuna da Câmara para lamentar números divulgados pelo Mapa da Violência focado na criminalidade contra as mulheres. De acordo com o levantamento, que abrangeu a ano de 2013, 13 mulheres foram mortas por dia. “É um crescimento na ordem de 12,5% do feminicídio em nosso País desde 2006, quando este Congresso Nacional aprovou a Lei Maria da Penha”, destacou.

Valadares ressaltou que a aprovação da lei tornou mais rigorosas as penalidades aplicáveis aos chamados crimes domésticos. Em 2007, primeiro ano em que as novas punições foram aplicadas, houve queda expressiva nos registros de 4,2 feminicídios para 3,9 por cada 100 mil mulheres.

Porém, segundo o socialista, a partir de 2008 as taxas voltaram a apresentar crescimento persistente, chegando a 8,8% no período. “Agora somos surpreendidos com uma faceta estarrecedora desses números. No total dos crimes contra as mulheres, a taxa de homicídios de mulheres negras aumentou 19,5%, enquanto a taxa de homicídios de mulheres brancas caiu 11,9%.”

Segundo o parlamentar essa realidade foi confirmada pelo relatório da CPI da Violência contra os Jovens Negros e Pobres. “Havia sim, aspectos remanescentes de um contexto social sobre a cordialidade do brasileiro que disfarçava e alimentava percepção acomodada pela sociedade e pelo poder público, agora é a vez dos números revelarem a dureza dos fatos”, pontou o deputado.

Os dados do Mapa da Violência mostram que a violência contra as mulheres é um tema mais complexo. Em 2013, de acordo com os registros oficiais, 4.762 mulheres foram mortas. “As penalidades da Lei Maria da Penha não foram suficientes para inibir a violência contra as mulheres e esta violência, ainda, está contaminada por preconceitos.”

“Os crimes contra as mulheres, em particular contra as mulheres negras, constrangem o Brasil no panorama mundial das nações que defendem os direitos humanos e desafiam a todos nós, parlamentares, por atitudes urgentes e enérgicas contra esses crimes”, finalizou o socialista.  

Marcelo Bessoni - Especial para o Portal da Liderança
 
Mais notícias sobre Violência
08/11/2017 - Deputada Keiko Ota defende ações de prevenção para diminuir a violência
11/07/2017 - Deputado Júlio Delgado lamenta morte de policial militar em Santa Margarida-MG
16/11/2015 - Valadares Filho lamenta crescimento da violência contra a mulher
10/06/2015 - CPI da Violência Contra Jovens Negros ouve representantes do DF
15/05/2014 - Janete festeja aprovação de PL que torna crime hediondo a exploração sexual de crianças
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.