10/05/2017
Tamanho
 

Ministro Fernando Filho debate com parlamentares sobre momento do setor

Guilherme Martimon   
Ministro Fernando Filho em debate na Câmara dos Deputados
 

Em reunião com parlamentares nesta quarta-feira (10), na Câmara dos Deputados, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, apresentou balanço sobre ações da pasta neste um ano que está à frente do Ministério. O socialista também falou sobre o planejamento para 2017. 

De acordo com Fernando Filho, o Ministério tem um portfólio muito grande, que passa por renováveis, energia, mineração, óleo e gás e biocombustível. O que torna a agenda bastante densa. “Sem dúvida nenhuma, a economia não vai retomar o seu crescimento sem que essas atividades possam reencontrar o caminho do desenvolvimento”, disse.

O modelo utilizado até agora, segundo o ministro, foi bastante exitoso em alguns casos, mas provocou uma série de distorções que hoje colocam o País em um cenário muito desafiador. “O momento é de incentivo aos investimentos privados, nós não temos recursos públicos para fazer frente à necessidade dos nossos investimentos. As empresas estatais estão com pouquíssima ou quase nenhuma capacidade de investimento próprio”, contou. 

Fernando Filho lembrou que, com a aprovação da Lei das Estatais, logo que assumiu o Ministério, o ambiente de governança ficou muito melhor. “Fruto disso, ano passado, as ações da Eletrobrás se valorizaram 258% e a da Petrobras acima dos 200%. Foram as ações que mais se aumentaram na Bolsa de Valores de São Paulo”, completou. 

O deputado federal Fabio Garcia (PSB-MT) também destacou a valorização das empresas do setor energético brasileiro. O que para ele é resultado do trabalho desenvolvido pela Pasta nesse período. Ele citou ainda a valorização das ações da Petrobras, além dos grandes investimentos nos leilões de transmissão de energia elétrica. 

O socialista falou sobre os desafios do setor elétrico. Para ele, o mais difícil é conseguir energia elétrica a preços mais baixos e trazer segurança de abastecimento a todos os brasileiros. “Precisamos buscar esse objetivo de redução de preço de energia, não na marretada, porque a conta chega muita cara a todos nós. Precisamos fazer com políticas sérias”, disse.

A abertura desse mercado também foi citada por Garcia, o que para ele é necessária, mesmo que de forma escalonada. “É importante para os brasileiros que tenhamos um mercado mais aberto, com a opção de escolha do fornecedor de energia. Isso é um avanço e uma tendência mundial”, declarou. 

 

Moreno Nobre
 
Mais notícias sobre Energia
10/10/2017 - Fabio Garcia defende revisão de medidas que prejudicariam consumidores de energia elétrica
28/06/2017 - Comissão aprova PL que estabelece cobrança de juros na compra de biocombustíveis
31/05/2017 - Fabio Garcia defende abertura do mercado de energia elétrica, em audiência pública
10/05/2017 - Ministro Fernando Filho debate com parlamentares sobre momento do setor
29/03/2017 - Comissão de Minas e Energia aprova debate sobre portabilidade da conta de luz
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.