03/10/2017
Tamanho
 

A pedido de Valadares Filho, Comissão debate sobre captação irregular de água no São Francisco

Sérgio Francês   
Valadares preside debate sobre irregularidades no São Francisco
 

Com direito a repente em defesa do Rio São Francisco, a Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia realizou, nesta terça-feira (3), audiência pública para debater sobre a captação irregular de água no Eixo Leste do projeto de integração do Rio. O debate foi realizado a pedido do presidente da Comissão, deputado Valadares Filho (PSB-SE).
 
De acordo com o requerimento do parlamentar, o Ministério Público da Paraíba (MPPB) e o Ministério da Integração Nacional descobriram pontos de captação irregular de água em Monteiro, no estado paraibano. Segundo o Ministério da Integração, essas ligações não autorizadas, utilizadas para irrigação de plantações, já desviaram aproximadamente 20 milhões de metros cúbicos de água nos últimos dois meses e meio. A prioridade de uso da água é para abastecimento humano e animal, conforme outorga da Agência Nacional das Águas (ANA).
 
Valadares justificou que a Comissão não poderia ser omissa diante das denúncias de captação irregular. Essa, inclusive, foi sua justificativa para debater sobre o assunto. Ele disse, também, que essa obra veio para beneficiar a região nordestina, especialmente estados como a Paraíba nessa primeira etapa de transposição do São Francisco. “Em uma obra tão cara para o Brasil como a transposição do Rio São Francisco, vamos utilizá-la para a verdadeira causa, que é levar o benefício para as regiões ribeirinhas e para as famílias que mais precisam”, disse.
 
Segundo Antonio Moura, diretor do departamento de Projetos Estratégicos do Ministério da Integração, o custo da água bombeada para o Eixo Leste, a uma altura de 330 metros, é muito alto, assim como o custo da energia para bombear água do São Francisco até o município de Monteiro. “Por isso a gente entende que a água deve ser utilizada prioritariamente para abastecimento humano. Essa é a outorga, essa é a visão da Lei n° 9433, a Lei das Águas” afirmou.
   
O deputado socialista também destacou ações que considera necessárias para o Rio São Francisco, que, no seu ponto de vista, está no centro de deliberações políticas desde os primeiros anos da colonização. “Necessitamos de políticas que permitam a recuperação de suas nascentes, do resgate de suas margens ocupadas em seus 2.814 quilômetros de extensão”, disse. 

Moreno Nobre
 
Mais notícias sobre Integração Nacional
17/10/2017 - Socialistas debatem sobre a efetividade da Política Nacional de Desenvolvimento Regional
03/10/2017 - A pedido de Valadares Filho, Comissão debate sobre captação irregular de água no São Francisco
14/09/2017 - Socialistas defendem a preservação de terras indígenas em audiência pública
13/09/2017 - Valadares Filho propõe debate sobre energia renovável e solar fotovoltaica
30/08/2017 - Socialistas querem debater sobre impacto ambiental gerado pela mineração
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.