04/04/2018
Tamanho
 

Tadeu Alencar trabalha pelo fortalecimento da indústria naval brasileira

Chico Ferreira   
Tadeu Alencar é coordenador da frente em defesa do setor em PE
 

O deputado federal Tadeu Alencar (PSB-PE) está à frente de importante luta em defesa da indústria naval brasileira. Nesta quarta-feira (4), em reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o parlamentar pediu atenção quanto ao problema que enfrenta o setor atualmente. Na Câmara, o socialista é membro da Frente Parlamentar em defesa do segmento e trabalha pela aprovação da proposta que estabelece conteúdo local mínimo para empresas que irão atuar na exploração de petróleo e gás no pré-sal (PL nº 9.302/17).

Em resolução publicada em 2017, o Conselho Nacional de Política Energética desobrigou as empresas concorrentes nos leilões de poços de petróleo a adquirirem produtos e equipamentos com um mínimo de componentes produzidos no País. Desde então, a indústria naval brasileira, que já carecia de mais incentivos, enfrenta dificuldades de sobrevivência. “Sem esse incentivo e essa salvaguarda, a indústria nacional não tem condições de competir, visto que o chamado Custo Brasil encarece a nossa produção.”

Na reunião com o presidente da Casa, também estiveram presentes os deputados Henrique Fontana (PT-RS) e Celso Pansera (PT-RJ). “Somos representastes dos três Estados mais afetados com a medida do Governo, e onde a indústria naval mais cresceu nas últimas décadas”, afirmou o pernambucano.  Rodrigo Maia afirmou que irá examinar a situação e voltará a se reunir com os deputados.

Com a decisão do Governo, as petrolíferas podem recorrer a estaleiros internacionais para compra de navios, plataformas e equipamentos. “ Dessa forma, os estaleiros brasileiros acabam fora do pacote de novas encomendas, frustrando investimentos que haviam sido feitos em razão dessa política que, a exemplo de países ricos, protegiam a indústria nacional”, explicou o socialista.

Vale lembrar que, somente em Pernambuco, conforme destacou Tadeu, o maior estaleiro do Estado, Estaleiro Atlântico Sul (EAS), tem receita anual de R$ 1 bilhão, sendo responsável por 18 mil empregos diretos e indiretos, com impacto na vida de mais de 70 mil pessoas. “Além disso, são mais de R$ 300 milhões anuais em arrecadação de impostos, numa indústria que se qualificou e, hoje, tem produtividade de padrão internacional”, ressaltou ao lembrar que, se nada for feito, ocorrerá o fechamento da indústria naval também em Pernambuco, como já aconteceu em outros Estados.  

Tatyana Vendramini
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.