13/06/2018
Tamanho
 

Danilo critica corte em bolsa para ajuda de custos de estudantes indígenas e quilombolas

Chico Ferreira   
Deputado socialista é presidente da Comissão de Educação
 

Na última semana, o Governo Federal anunciou corte no programa Bolsa-Permanência (PBP), responsável pela ajuda de custo de R$ 900 a estudantes indígenas e quilombolas para custos com moradia, alimentação e material escolar. Nesta quarta-feira (13), o presidente da Comissão de Educação da Câmara, deputado Danilo Cabral (PSB-PE), repudiou o corte e afirmou que o colegiado realizará, na próxima segunda-feira (18), audiência pública com o ministro da Educação, Rossieli da Silva, para debater o assunto.

“O Governo Temer mostra, a todo momento, sua falta de compromisso com a educação. Já vimos cortes do setor na PEC do teto dos gastos, no Fies, em diversos programas de assistência estudantil e agora no Bolsa-Permanência”, lamentou Danilo. O Governo Federal interrompeu a distribuição de novas bolsas do PBP. De acordo com o socialista, 2500 alunos já foram prejudicados, mas o número pode chegar a cinco mil até o final do ano letivo.

Em seu pronunciamento, Danilo afirmou que o PBP atendeu, desde a sua criação em 2013, mais de 7300 indígenas, mais de 2600 quilombolas e mais de nove mil estudantes de baixa renda que, em 2016, deixaram de receber o Programa. “A situação se agrava também com o corte de bolsa a estudantes em situação de vulnerabilidade econômica que recebiam ajuda de custo de R$ 450”, acrescentou.

A audiência pública da próxima semana na Comissão de Educação, segundo o deputado, ouvirá também estudantes indígenas e quilombolas. “Juntos, vamos cobrar providências do MEC.”

 

Andrea Leal
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.