05/02/2019
Tamanho
 

Deputado Gonzaga Patriota sai em defesa do Nordeste e dos direitos do trabalhador

Chico Ferreira   
 

A Liderança do PSB na Câmara começa, nesta terça-feira (5), a publicar entrevistas exclusivas com parlamentares que compõem a bancada socialista. A primeira reportagem traz o deputado Gonzaga Patriota (PE), que está em seu oitavo mandato, sendo o sétimo consecutivo. Gonzaga é decano na Câmara dos Deputados, além de ser um dos poucos parlamentares atuantes na Casa desde a Constituinte. Para a 56ª Legislatura, o socialista diz que "deseja continuar aprendendo com o povo para ajudar a sociedade brasileira". Defensor declarado do Nordeste, ele revela mais detalhes sobre seus projetos em benefício da região, além da garantia dos direitos do trabalhador e o que considera importante para melhorar a situação do País. Confira:
 
Como deputado federal pelo oitavo mandato e decano da Casa, qual seu maior desafio para mais uma legislatura?
 
Entrando no oitavo mandato, quero continuar aprendendo o que aprendi com o povo durante 36 anos, porque aqui não ensinamos nada a ninguém. Todos os finais de semana saio de Brasília e vou a Pernambuco, ao interior, e encontro toda aquela gente desempregada, que carece de cobertura, de conciliação familiar. É com eles que aprendemos sobre quais necessidades este Parlamento tem o dever de atender. Acredito que mais esse mandato será importante para continuarmos aprendendo e ajudando a sociedade brasileira. A vida sofrida dessas pessoas mais humildes é que nos encoraja a seguir nossa luta.   
 
A causa trabalhista é uma de suas maiores bandeiras de atuação. Quais medidas julga necessárias para garantia dos direitos do trabalhador?
 
A reforma trabalhista, votada aqui no Parlamento brasileiro, é muito ruim. Sou advogado trabalhista e sei que reformas são importantes, principalmente esta. Em contrapartida, a maneira como foi feita retirou muitos direitos adquiridos, como o direitos às férias e ao seguro desemprego, por exemplo. O então presidente Michel Temer ajudou empregadores a produzirem mais, explorando o trabalhador. Por isso, sou contra a reforma da maneira como foi aprovada. Quero continuar defendendo, não só a reforma trabalhista, mas também recuperar todas as perdas de trabalhadores brasileiros.

Dos vários projetos do senhor que tramitam ou tramitaram no Congresso, quais deles considera mais relevantes para a sociedade? 

Entre esses projetos, dois são muito importantes para o Brasil e não apenas para a Região Nordeste. Sou autor do substitutivo que cria a Zona Franca do Semiárido, que promete trazer desenvolvimento à Região. Esse processo poderá atrair grandes empresários das Regiões Sul e Sudeste, além das outras regiões. Não é um setor para atender o semiárido ou o Nordeste brasileiro, trata-se de uma zona franca para atender o Brasil. É um projeto que pretendo brigar por ele para aprová-lo o quanto antes. Outro grande projeto é o do Rio São Francisco, que abastece o Nordeste brasileiro e tem capacidade média de 2 mil metros cúbicos por segundo, mas atualmente trabalha com apenas 500 metros cúbicos por segundo. Esse rio carece de água e não adianta esperar as chuvas, que são escassas. As chuvas do Nordeste são poucas e logo não poderemos contar nem mesmo com o lago de Sobradinho, o maior lago artificial do mundo. Precisamos transpor as águas do Rio Tocantins e este é um projeto nosso, foi aprovado na Câmara e está em apreciação no Senado. Em seguida, daremos execução a esse projeto, que contará com R$ 600 milhões no orçamento da União.
 
Quais as propostas do senhor para maior desenvolvimento da Região Nordeste? 
 
Temos um outro grande projeto de minha autoria que precisa ser executado. A proposta, que se tornou a Lei nº 9.060/94, trata da construção da Ferrovia Transnordestina. Não adianta a região que cobre um terço do Brasil, ser tão grande, tão próspera e com tantas riquezas e, ao mesmo tempo, ser tão atrasada por falta de transporte ferroviário. Essa ferrovia já contou com investimentos que ultrapassam R$ 6 bilhões e, infelizmente, a parceria público-privada não deu certo. Vamos brigar para que a União possa concluir a Ferrovia Transnordestina e para que possamos contar com esse grande reforço para o Nordeste e o resto do Brasil.
 

Moreno Nobre
 
Mais notícias sobre Política
17/07/2019 - “A democracia está em risco”, afirma o deputado Alessandro Molon
19/02/2019 - Para JHC, recuperar a credibilidade do Legislativo é um dos desafios desta legislatura
13/02/2019 - PSB contribuirá com propostas qualificadas para Reforma da Previdência, afirma Tadeu Alencar
08/02/2019 - Deputado Rodrigo Agostinho chega à Câmara com promessa de política simples e transparente
05/02/2019 - Deputado Gonzaga Patriota sai em defesa do Nordeste e dos direitos do trabalhador
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.