08/03/2019
Tamanho
 

PSB participa ativamente na defesa das pautas femininas no Congresso Nacional

Google imagens   
 

Celebrado há mais de cem anos, o Dia Internacional da Mulher marca a história da constante luta por melhores condições de trabalho, combate à violência, igualdade de gênero, maior espaço feminino nas esferas do poder e tantas outras batalhas. A bandeira em defesa da mulher sempre esteve presente em toda a trajetória do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

As deputadas socialistas Lídice da Mata (BA), Liziane Bayer (RS) e Rosana Valle (SP), terão como forte bandeira na Câmara a luta pelas pautas femininas e o debate sobre o aumento da participação feminina na política. As parlamentares falaram sobre suas pautas em entrevista ao Portal da Liderança do PSB (clique no nome das deputadas para conferir a entrevista completa).

O líder do PSB na Câmara, Tadeu Alencar (PE), se manifestou nas redes para celebrar a bravura, a força e a luta de todas as mulheres. “A igualdade de gênero deve ser o objetivo de todos para que possamos construir uma sociedade mais justa e igualitária. Entre os muitos desafios, devemos juntar forças para combater essa criminosa e aterradora violência contra as mulheres no Brasil.”

Em 2018, 536 mulheres foram espancadas por hora, mais de mil mulheres foram estupradas por dia e doze mulheres são assassinadas por dia em média no Brasil. O feminicídio – qualifica o assassinato quando a mulher é morta por questões de gênero – foi considerado crime recentemente em nossa história. Com quatro anos desde a sua aprovação, muito ainda precisa ser feito para combater estas mortes. Para as três deputadas socialistas, o combate ao feminicídio deve ser prioridade.

 

Neste mês, a Câmara dos Deputados dará prioridade para votações de projetos relacionados a pauta feminina. O Congresso Nacional realizará no dia 26 de março sessão solene em homenagem a data. Na ocasião ocorrerá a entrega do diploma Bertha Luts. A premiação, que está em sua 18ª edição, agracia anualmente cinco mulheres que contribuíram para a defesa dos direitos das mulheres e questões de gênero no Brasil.

Dia Internacional da Mulher

A data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1975, mas já é comemorada desde o início do século XX. A escolha do dia 8 de março se deu com base na manifestação de trabalhadoras de uma indústria têxtil de Nova Iorque, que fizeram greve por melhores condições de trabalho e igualdade de direitos para mulheres em 8 de março de 1857. E a manifestação de trabalhadoras do comércio de agulhas de Nova Iorque, que exigiram o voto feminino, em 8 de março de 1908. Ambos os movimentos foram reprimidos pela polícia. 

 

Andrea Leal
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.