08/03/2019
Tamanho
 

Rosana participa de instalação da comissão que acompanhará casos de violência contra a mulher

Sérgio Francês   
 

A deputada federal Rosana Valle (PSB-SP) participou, nesta sexta-feira (8), do ato de instalação da Comissão Externa que acompanhará os casos de violência doméstica contra a mulher e de feminicídio no País. O lançamento ocorreu na Presidência da Câmara dos Deputados, na data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher. A senadora socialista Leila Barros (DF) também esteve presente ao evento.

Para Rosana, o grupo terá importante missão no combate a violência contra a mulher em todo o Brasil e na fiscalização do cumprimento das leis que já existem para o segmento. “Enquanto jornalista, denunciei diversos casos de violência doméstica e agora faço questão de integrar esta comissão para acompanhar de perto e continuar na luta pelo fim das agressões e do feminicídio no País.” A deputada alertou que em sua região - a Baixada Santista, no litoral de São Paulo -, 27% das mulheres já sofreram algum tipo de violência doméstica. “Isso sem contar muitas delas que não denunciam”, disse.

Em 2018, no Brasil, 536 mulheres foram espancadas por hora. E a cada dia, mais de mil sofreram estupro e outras doze mulheres foram assassinadas, em média. Para a senadora Leila, deputadas e senadoras são a voz das mulheres no Congresso. “Por todas as mulheres do Brasil, precisamos avançar nessa pauta que nos causa extrema preocupação”, afirmou.

O presidente Rodrigo Maia disse que a instalação da Comissão Externa estimula o Congresso a usar de suas prerrogativas para fiscalizar as leis e criar instrumentos mais rígidos de proteção e defesa da mulher. “Precisamos contribuir para que ocorram mudanças que sejam justas para as mulheres e as coloquem em espaços garantidos e de igualdade com os homens em todas as esferas.”

O colegiado irá visitar as unidades da federação com maiores notificações de casos de violência contra a mulher. São eles: Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo, Mato Grosso do Sul, além do Distrito Federal. O intuito é verificar quais as políticas públicas implementadas, assim como quais recursos estão sendo destinados para o enfrentamento da questão. É necessário analisar também quais são as políticas de acolhimento às vítimas e como é a articulação da rede de atendimento às mulheres.

A deputada federal Flávia Arruda (PR-DF) foi autora do requerimento para criação da Comissão.

Andrea Leal
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.