09/04/2019
Tamanho
 

Ministra da Agricultura é questionada por socialistas em audiência pública

Sérgio Francês   
Deputados socialistas compõem mesa durante audiência pública
 

Em audiência pública realizada nesta terça-feira (9), deputados socialistas questionaram a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, sobre as liberações de registros de agrotóxicos. Um dos requerimentos que pediu a realização da audiência é de autoria do deputado Camilo Capiberibe (PSB-AP), em conjunto com o líder do PSB, deputado Tadeu Alencar (PE), e com o líder da Oposição na Câmara, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ).
 
O Requerimento esclarece que, desde o início do atual governo, já foram liberados 57 novos produtos elaborados com agrotóxicos, que chega ao número de 2.123 produtos com agrotóxico em circulação no País. Vários desses produtos possuem a classificação de extremamente tóxicos, maior grau toxicológico possível.
 
Capiberibe criticou a Medida Provisória 870, a primeira editada pelo governo Bolsonaro, que passou a responsabilidade de demarcar terras indígenas ao Ministério da Agricultura. Para o parlamentar, isso caracteriza conflito de interesses. “É difícil defender a postura do presidente Jair Bolsonaro, que prejudica claramente o setor do agronegócio na sua política externa”, disse.
 
O parlamentar criticou a dinâmica do governo de aprovação de novos produtos químicos para serem usados, mesmo com as evidências negativas dos produtos. Ele alertou para o fato de que o Brasil é o segundo país que mais utiliza agrotóxicos, e que 20% dos agrotóxicos utilizados na produção rural no mundo é utilizado no Brasil. “Fica bastante claro que a postura da ministra é uma postura de defesa do modelo de desenvolvimento baseado no agronegócio, que envolve muita utilização de agrotóxicos. ”
 
Na opinião do deputado Heitor Schuch (PSB-RS), nesses primeiros 100 dias de governo, a agricultura, pecuária e o setor primário estão com prejuízos consideráveis por causa das decisões equivocadas do Executivo. Para ele, as políticas de governo que envolvem o antidumping dos lácteos, importação de trigo e carne que estão em aberto com o Estados Unidos fragilizaram o setor rural brasileiro. 
 
Schuch disse que concorda com a ministra quando ela diz que o Brasil precisa produzir mais e melhor. No entanto, as políticas públicas precisam funcionar. Ao questioná-la sobre o plano Safra, o deputado destacou que é preciso achar uma forma de destravar o crédito fundiário e falou sobre a importância da assistência técnica e extensão rural. “Alguém precisa trazer as novas tecnologias e conhecimento para os agricultores”, disse.   

Moreno Nobre
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.