10/04/2019
Tamanho
 

Em Ato, Observatório da Democracia avalia os primeiros 100 dias do governo Bolsonaro

Sérgio Francês   
Alexandre Navarro critica ações do Governo Bolsonaro
 

O Observatório da Democracia, formado pela Fundação João Mangabeira (FJM) e demais Fundações dos partidos de oposição, realizou ato na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (10), em que apresentou um relatório sobre os 100 dias do governo de Jair Bolsonaro. Participaram do evento os deputados socialistas Alessandro Molon (RJ), líder da Oposição na Câmara, Marcelo Nilo (BA), Camilo Capiberibe (AP), Aliel Machado (PR), Lídice da Mata (BA), Rosana Valle (SP), Denis Bezerra (CE), Gervásio Maia (PB) e Júlio Delgado (MG).
 
De acordo com o vice-presidente da FJM, Alexandre Navarro, 'os primeiros 100 dias' é uma data que marca todo governo eleito, representa a esperança da população, que avalia de perto as ações dos seus governantes. Em sua avaliação, o atual governo parece estar já no final do mandato, pois as propostas em execução são invisíveis. 
 
Entre as primeiras ações do governo, Navarro citou a Medida Provisória nº 870, que estipula órgãos, funções e atribuições para o seu grupo. Nesta medida, reduziu o número de ministérios de 35 para 22, colocou órgãos conflitantes na mesma estrutura e extinguiu o Ministério do Trabalho, por exemplo. “Esta medida indica a opção deste governo pelo capital em detrimento da força do trabalho”, disse. 
 
Outra medida citada pelo representante da FJM é a retirada do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) do Ministério do Meio Ambiente para colocá-lo no Ministério da Agricultura, o que demonstra total conflito de interesses. O SFB é responsável pela ampliação e recuperação da cobertura florestal, enquanto o Ministério da Agricultura defende a expansão do agronegócio. “Colocar o SFB dentro da Pasta da Agricultura ampliará a devastação florestal. Pior, legitima tal dano”, criticou.   
 
Vice-presidente de Relações Governamentais do PSB, Beto Albuquerque falou sobre a importância de produzir essa vigilância, esse estudo, em que todos podem se unificar para o enfrentamento a uma ameaça à democracia. “O Observatório da Democracia é um veículo fundamental, uma ferramenta importante para a mobilização nacional, para a unidade dos partidos que representamos no nosso campo político. ”
 
Para ele, esse governo do “retrocesso”, como definiu, é um governo que fala sem pensar, que decide sem ouvir, que manda fazer sem avaliar. No entanto, ele considera que isso não é só ignorância, mas sim uma estratégia. “A relação do governo é com o objetivo de dissimulação. Se nós não ficarmos atentos para essa estratégia, que não é apenas ignorância, uma frase mal feita, uma besteira dita todos os dias, nós perderemos o foco. ”, disse.  
 
 

Moreno Nobre
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.