14/05/2019
Tamanho
 

Deputado Rodrigo Agostinho pede maior participação social nos temas relacionados ao meio ambiente

Sérgio Francês   
Rodrigo Agostinho compõe mesa de abertura de seminário
 

A pedido do deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP), a Câmara dos Deputados realizou, nesta terça-feira (14), o 1° Seminário Nacional de Governo Aberto em Clima Florestas e Agricultura, com o objetivo de debater e prestar contas à sociedade sobre as questões climáticas, ambientais e de agricultura.
 
Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara, Agostinho disse que é necessário fazer o enfrentamento de combate ao desmatamento, de conservação da biodiversidade e de busca pela sustentabilidade, envolvendo todos os atores responsáveis pela ocupação do território nacional. Além disso, ele considera que a discussão de clima tem que ocorrer da forma mais transparente possível, inclusive na busca por estratégias efetivas nas áreas de atuação. 
 
Para o socialista, existe um desafio enorme pela frente, de buscar com esse seminário ações, programas, iniciativas e estratégias para conseguir avançar nas questões relacionadas ao tema. “Mesmo em um momento como o atual, onde o cenário não é dos melhores, como fazer para construir algo diferente? Como fazer para conseguir que o controle social seja efetivo e garanta transparência, combata a corrupção dentro das questões ambientais? Para que o Brasil comece a mostrar outra cara, de que é um país que tem preocupação com a sustentabilidade? ”, questionou. 
 
Ainda segundo Agostinho, todos precisam ter em mente que a maior parte do desmatamento no Brasil ocorre não apenas de forma ilegal, mas por causa de um processo de corrupção que existe na área ambiental. De acordo com ele, temos um problema fundiário, e as pessoas que desmatam fazem isso em áreas que não são suas, além de conflitos dentro de órgãos ambientais. “Queremos discutir todas essas questões aqui, mas debatendo ferramentas de transparência, de controle social. Como que a sociedade pode ajudar a combater o desmatamento, as mudanças climáticas, através de um esforço coletivo de controle social e, para isso, o governo aberto é essencial”, contou.
 
Diretor de políticas públicas da Fundação SOS Mata Atlântica, Mario Mantovani criticou o decreto presidencial que acaba com os conselhos, que são espaços de participação da sociedade. Ele lembrou também que outras áreas, como a saúde e os recursos hídricos, tinham os Conselhos de Gestão que promoviam a ligação entre a sociedade e as políticas públicas. “É uma forma perversa de usurpar o poder da sociedade, é uma forma perversa de afastar a sociedade de qualquer tipo de debate”, lamentou.   
 

Moreno Nobre
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.