07/06/2019
Tamanho
 

Cidoso vai ao Uruguai para conhecer experiência exitosa em política de atenção a idosos

Assessoria   
 

A Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara está em missão oficial esta semana em Montevidéu, no Uruguai, para conhecer a experiência em políticas públicas de atenção a pessoas idosas do país mais envelhecido da América Latina. De acordo com a presidente do colegiado, deputada Lídice da Mata (PSB-BA), o Uruguai tem uma política desenvolvida com o objetivo de proteção aos idosos.

“A decisão da viagem partiu da necessidade que temos de conhecer e poder aprofundar a nossa política de cuidados com pessoas acima de 60 anos. Vamos fazer um seminário internacional ainda este ano, para debater a questão na Câmara dos Deputados”, disse a socialista.

O Uruguai tem uma política instituída por lei e conta com um cadastro nacional de cuidadores de idosos que recebem formação do Estado, com cursos realizados nas universidades. “Mesmo não sendo uma graduação, o curso é fiscalizado e preparado pela universidade. No Brasil, há formações diferentes, sem um currículo básico e sem centralidade”, acrescentou Lídice.

Para a deputada Leandre (PV-PR), que faz parte da comitiva que está em Montevidéu, o cadastro servirá de fonte de emprego e renda se implementado no Brasil. " Hoje, temos 13 milhões de desempregados. Muitas dessas pessoas poderiam assistir aqueles que precisam".

No mês passado, dia 21 de maio, o plenário do Senado aprovou o projeto de lei que regulamenta a profissão de cuidador de idosos, crianças e pessoas com deficiência ou doenças raras. O projeto agora vai para sanção presidencial.

Complexo de Peter Pan

"Em diversas culturas, o idoso tem um papel social. No Brasil, provavelmente porque durante muitos anos tivemos uma população majoritariamente jovem, uma população de milhões, nós criamos um complexo de Peter Pan. O complexo de que seríamos jovens a vida inteira. Agora, enfrentamos esse novo desafio, de uma população idosa, que não tem a cultura do respeito, da proteção dos seus idosos. Em uma tribo indígena brasileira, ou de qualquer outro canto do mundo, os idosos têm o seu papel, em geral são os sábios da tribo. A nossa população, com as dimensões do crescimento capitalista no mundo, vê o idoso como um peso", afirmou Lídice da Mata.

Segundo a ONU, em 2050 o número de pessoas com 60 anos ou mais vivendo na América Latina e Caribe deve chegar a 200 milhões, o que representa 26% da população. Atualmente, são 73,5 milhões de idosos na região.

Os membros da Comissão de Defesa da Pessoa Idosa estiveram com a presidente da Câmara dos Deputados do Uruguai, Cecília Bottini. No segundo dia da missão oficial o encontro para trocar informações foi com a ministra de Desenvolvimento Social, Marina Arismendi, e a diretora do Instituto Nacional de Las Personas Mayores, Adriana Rovira. O grupo encontrou também com a sub-diretora da Secretaria Nacional de Cuidados, Patrícia Cossani, e integrantes do Conselho Consultivo do Sistema de Cuidados (representante da sociedade civil uruguaia).

 

 

 

 

Info da assessoria da deputada e Agência Brasil
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.