13/06/2019
Tamanho
 

Felipe Carreras debate restrição à gordura trans na alimentação dos brasileiros

Sérgio Francês   
Felipe Carreras alerta para riscos à saúde causados pela gordura
 

A Câmara dos Deputados realizou, nesta quarta-feira (12), audiência pública para debater medidas de restrição ao Ácido Graxo Trans (AGT), popularmente chamado de gordura trans. A iniciativa do deputado federal Felipe Carreras (PSB-PE) abriu espaço para discussões sobre a regulação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a substituição da gordura trans e os riscos da substância para a saúde do consumidor brasileiro.

A alimentação saudável é uma das principais bandeiras defendidas pelo parlamentar pernambucano na Câmara Federal. "Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que a gordura trans pode aumentar o risco de doenças cardíacas em até 30%, fora todos os outros riscos que causa para a saúde. Precisamos agir para garantir que o alimento que entrará na casa do consumidor brasileiro não prejudicará a sua família", alertou.

Na ocasião, o deputado reforçou a importância do debate equilibrado. "O Brasil vive momentos decisivos e não podemos deixar de pautar um assunto que influencia a saúde de todos os brasileiros. O parlamento é um espaço para debatermos o tema de uma forma justa, envolvendo classes e a população", defendeu Carreras.

O limite de gordura trans adequado foi uma questão levantada por todos os participantes da mesa. A nutricionista Isabela Sattamini, que representou o Conselho Federal de Nutrição (CFN), explicou que 1% é o limite seguro. "Nós temos esse valor como segurança e se ele puder ser menor é melhor ainda. Infelizmente, a população já consome quase o dobro do que é ideal, fazendo com que as medidas de regulação sejam urgentes", disse.

O trabalho, que é de competência da Anvisa, está em fase de planejamento. "Em 2015 recebemos as primeiras demandas da sociedade para o banimento da gordura trans. Dois anos depois o tema foi incluído na agência regulatório da Anvisa para o período de 2017 a 2020. Foi quando iniciamos um processo regulatório formal", contou Tiago Rauber, gerente de padrões e regulação de alimentos do órgão.

Ainda em sua fala, a nutricionista Sattamini informou que as possibilidades de regulação da Anvisa agradam os profissionais de nutrição. "Defendemos as opções apresentadas pela Anvisa. As duas serão muito benéficas para a alimentação. Enquanto o banimento dos óleos e gorduras parcialmente hidrogenados envolverá a parte de produção, o limite de até 2% da gordura trans no alimento atenderá a parte de consumo", reforçou.

O próximo passo de Felipe Carreras é realizar novas reuniões para definir ações que contribuam com as necessidades apontadas nessa audiência. "O debate nessa reunião foi muito importante. Existe uma convergência sobre a importância do assunto e ficaram claras quais são as medidas que precisam ser tomadas. Agora precisamos continuar atuando em parceria para alcançar os resultados", finalizou o socialista.

Também estiveram presentes no evento Alexandre Nocachi da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), Patrícia Gentil do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor – Idec e representantes da Associação Brasileira de Nutrição (Asbran).

Assessoria do deputado Felipe Carreras
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.