03/02/2020
Tamanho
 

Benefício de Prestação Continuada será analisado por Comissão Mista do Congresso

Dinho Souto    
 

A Comissão Mista da Medida Provisória 898/2019 analisará nesta terça, 4 de fevereiro, o pagamento anual da gratificação natalina (13º salário) aos beneficiários do programa Bolsa Família para o ano de 2019 e a ampliação para os recebedores do Benefício de Prestação Continuada (BPC). A reunião foi convocada pelo presidente da Comissão, deputado federal Camilo Capiberibe (PSB-AP).
 
“Queremos ampliar e tornar permanente esse direito. Instituí-lo como política de Estado, independente do governo”, declara Capiberibe. “Além de levar dignidade às famílias de baixa renda, movimenta a economia de todos os municípios brasileiros”, completa. Familiares de beneficiários do BPC estão pressionando deputados e senadores da Comissão Mista para que aprovem a iniciativa.
 
Amapá – No estado do deputado Camilo, a gratificação natalina do Bolsa Família injetou R$ 17 milhões na economia, segundo a Secretaria Especial de Desenvolvimento Social. Se fosse pago também às famílias do BPC, teria colocado mais R$ 26 milhões. “Isso leva dignidade para famílias de baixa renda e tem impacto positivo direto na economia local”. Camilo defende o pagamento permanente da gratificação natalina para o Bolsa Família e o BPC. “O financiamento virá do valor que o governo federal disse economizar com o corte de privilégios na Previdência Social”, explica Camilo.  Este objetivo deverá constar no relatório do senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP). 
 
A MP 898 tem vigência até 24 de março de 2020 e surtiu efeito para pagar o abono natalino aos beneficiários do Bolsa Família. Os do BPC não receberam no ano passado.

Assessoria do Dep. Camilo Capiberibe
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.