12/02/2020
Tamanho
 

Empresas de telefonia destacam ações para contribuir com a segurança nas redes

Dinho Souto   
 

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News realizou, nesta quarta-feira (12), audiência com representantes das operadoras de telefonia celular, da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal. A relatora do colegiado, deputada Lídice da Mata (PSB-BA), perguntou aos depoentes como as empresas podem contribuir para impedir o mau uso das novas tecnologias por meio da internet. “Nenhuma tecnologia é desenvolvida como algo negativo, mas estamos diante de um desafio de combater o seu mau uso que resulta em prejuízo significativo para toda a sociedade.”

Diante de denúncias apresentadas a CPMI do uso indevido de chips pré-pagos por empresas investigas pela prática de fraude nas eleições de 2018, a socialista questionou os presentes como é feito o cadastro desses chips e quais documentos são necessários para cadastrá-los. “Vimos imagens ontem que chocam. Caixas e caixas de chips que eram cadastrados com CPFs de idosos que nem sequer sabiam do uso de seus dados. Acredito que as operadoras não sabiam que os chips seriam usados para essa prática mas, a partir do momento que ela é denunciada, precisamos pensar em algum tipo de restrição”, disse a socialista.

O diretor de relações institucionais da Telefônica/Vivo, Enylson Camolesi, afirmou que uma pessoa só pode cadastrar no máximo três chips na compra presencial, mas acrescentou que, como não existe relação contratual em chips pré-pagos, pessoas se aproveitam para cometer atos ilícitos. “Sempre colaboramos com a Justiça quando somos acionados, temos uma equipe para atender as demandas policiais”, disse. Enylson falou ainda da necessidade de um processo educacional ao longo dos anos para enfrentar os desafios impostos à sociedade com a chegada de novas tecnologias. “O processo cultural de disseminação de notícias falsas se combate com educação.”

O diretor de tecnologia da informação e segurança cibernética da Oi, Angelo Coelho, afirmou que as operadoras procuram sempre elevar a maturidade da segurança nas redes. “Estamos em transição tecnológica e estamos realizando um trabalho junto com a Anatel para avançar cada vez mais nesse controle. É uma preocupação muito grande da Oi”, disse. Angelo informou que a empresa procura intensificar o controle de fraudes, mas que ainda esbarra na facilidade da compra de chips pré-pagos disponíveis não só nas lojas, mas também em farmácias, supermercados, entre outros.

Para Leando Guerra, diretor de relações institucionais da Tim, o chip pré-pago é um exemplo de grande sucesso no Brasil, uma vez que contribuiu para massificação do acesso à banda larga. “Mas o reforço na fiscalização do cadastro destes chips é um desafio mundial que deve ser enfrentado.” O vice-presidente de relações institucionais da Claro, Fábio Andrade, afirmou que a empresa trabalha no aprimoramento do modelo de segurança dos chips. “Uma das medidas é a proibição do vendedor de comprar mais do que a sua média de venda”, informou.  

A Anatel montou um plano de ação a ser executado pelas empresas para tentar sanar irregularidades no cadastro de chips pré-pagos. De acordo com o superintendente de controle de obrigações da Anatel, Gustavo Santana, existe lei federal que determina que todas as linhas devem ser cadastradas, mas em fiscalização da Agência foram detectadas diversas fragilidades. “Encontramos cadastros com CPFs inexistentes ou de pessoas que já faleceram. Por essa razão, criamos o pano de ação para, definitivamente, regularizar o cadastro. A ação consiste, basicamente, em olhar para os cadastros já realizados para sanar irregularidades e aperfeiçoar a entrada de novos cadastros”, explicou.  

 

 

 

 

 

 

 

 

Andrea Leal
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.