22/05/2020
Tamanho
 

João Campos defende prorrogação de auxílio emergencial em audiência com Braga Neto

Google Imagens   
 

O deputado João Campos (PSB-PE) defendeu, nesta sexta-feira (22), a prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600, e não de R$ 200, como propôs o Governo Federal. A preocupação com a piora das condições sociais da população foi demonstrada pelo parlamentar durante reunião virtual da Comissão Mista que acompanha as ações de combate ao coronavírus, que teve como convidado o ministro da Casa Civil, Walter Braga Neto. 
 
Conforme dados apresentados pelo próprio Governo, hoje, quase 90 milhões de brasileiros têm acesso ao benefício. Para João Campos, é preciso que haja a continuidade do pagamento, e que seja pensado um modelo de transição. "Devemos nos preocupar como será o mês de julho. Podemos estar no pico de contaminação e de mortes e, ao mesmo tempo, ter uma ruptura abrupta do auxílio emergencial. Essa renda precisa ser prorrogada para darmos dignidade a essas pessoas, para não voltarmos a ver a fome ou o êxodo do Nordeste brasileiro", enfatizou. 
 
A constante negação da ciência, demonstrada especialmente pelo presidente da República em seus pronunciamentos, e a estratégia de comunicação do Governo Federal também foram pontos questionados pelo deputado socialista. "Acredito que a verdade é sempre o melhor caminho, por mais dura que seja. Nesse momento, nao devemos medir o custo político de dizê-la, mas medir o interesse de um governo em salvar vidas ou não", afirmou ao lembrar que, no dia em que o Brasil atingiu o triste número de mil mortes por dia em decorrência da Covid-19, o esforço do Governo esteve voltado para a divulgação do número de recuperados. 
 
O parlamentar criticou a postura do presidente Jair Bolsonaro em relação à ciência. "O que o presidente tem feito não é correto com as pessoas. Negar as evidências, andar na contramão do mundo tem um custo, que será pago pelas pessoas. E, esse custo tem nome, tem CPF, tem endereço, tem sonhos. Temos que ter uma preocupação muito grande com as pessoas e a negação da ciência é muito ruim ."
 
Em resposta ao deputado João Campos, o ministro Braga Neto destacou que a comunicação estratégica tem sido coordenada pelo Governo que, por sua vez, tem uma posição democrática e republicana. Sobre o uso de medicamentos, ele fez referência a divergências dentro da prórpia comunicadade científica. 
 
A próxima reunião da Comissão Mista será realizada na segunda-feira (25), com a presença do presidente do Instituto Fiscal Independente, Felipo Salto.

Tatyana Vendramini
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.