09/11/2020
Tamanho
 

PL prorroga obrigatoriedade de filmes brasileiros em salas de cinema até 2030

Divulgação   
 

Projeto de lei da deputada Lídice da Mata (PSB-BA) prorroga até 2030 a obrigatoriedade de exibição de filmes brasileiros em salas de cinema de todo o país. Além disso, a proposta determina condições especiais para a exibição de obras cinematográficas nacionais de longa metragem premiadas em festivais e concursos no Brasil ou no exterior, que podem ficar em cartaz por mais tempo. O objetivo da proposta, segundo a autora, é assegurar uma reserva de mercado para o produto nacional frente à maciça presença de produto estrangeiro nas salas de cinema.

A obrigatoriedade da chamada cota de tela para exibição de obras brasileiras está prevista em medida provisória de 2001, mas será encerrada em 2021. “É indispensável garantir que o audiovisual brasileiro continue galgando espaço e, dessa forma, possa continuar a contribuir para o desenvolvimento social e econômico do país”, argumenta Lídice.

De acordo com PL, as regras seguem como é previsto hoje na medida provisória, com o número de dias para exibir as obras brasileiras sendo fixado anualmente por decreto editado pela ANCINE, ouvidas as entidades representativas dos produtores, distribuidores e exibidores. A novidade são as condições especiais que devem ser estabelecidas no mesmo decreto para filmes brasileiros que tenham sido premiados em festivais, podendo estabelecer um período de exibição até 50% superior às demais obras.

Segundo a socialista, os filmes nacionais ainda são pouco vistos em relação aos filmes estrangeiros em cartaz, mesmo com filmes brasileiros ganhando selos de qualidade de importantes festivais internacionais. “O filme Bacurau recebeu o Prêmio do Júri no Festival de Cannes e foi escolhido como Melhor Filme na principal mostra do Festival de Cinema de Munique, na Alemanha. Além desses, o longa conquistou outros três prêmios no 23º Festival de Cine de Lima, no Peru: Melhor Filme, Melhor Direção e Prêmio da Crítica Internacional. Diante disso, é importante que filmes como esses tenham maior visibilidade, para que o brasileiro tenha oportunidade de conhecê-los e, a partir deles, passe a valorizar e apreciar assistir aos filmes nacionais com mais frequência”, afirma.

O cinema é uma importante ferramenta formadora de identidade, segundo Lídice da Mata. Ela dá o exemplo dos Estados Unidos que usam a indústria cinematográfica para disseminar seus valores e cultura em todo o mundo. “O nosso país possui uma diversidade cultural riquíssima. É preciso que as produções cinematográficas de qualidade que estão sendo produzidas nas diferentes regiões sejam conhecidas e apreciadas pelas demais. A prorrogação da atual política de cota de tela assegurará permanência mais prolongada nas salas de exibição, permitindo que uma fatia maior do público conheça as obras premiadas”, completa.

Andrea Leal
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.