Líder: Bira do Pindaré (MA)

Em 2022, Bira se torna o primeiro líder negro da Bancada do PSB na Câmara. Importante voz na legenda, o parlamentar, que faz oposição orgânica ao governo Bolsonaro, tem postura combativa e atuou com firmeza na luta contra a Covid-19, contra a Reforma da Previdência, a PEC dos Calotes e tem se destacado contra a PEC 32, da Reforma Administrativa.

Eleito deputado federal com quase 100 mil votos e gastando apenas sola de sapato, como costuma dizer, Bira do Pindaré traz para a Câmara Federal a luta que marca sua trajetória. Sempre ao lado do povo, dos movimentos sociais, sindicais, dos trabalhadores rurais, urbanos e servidores públicos; em defesa da igualdade racial, do fortalecimento da educação pública, gratuita e de qualidade, da agricultura familiar, da pessoa com deficiência, da qualificação e fortalecimento do Sistema Único de Saúde e da segurança pública para todos e todas.

É presidente da Frente Parlamentar Quilombola e foi o responsável pela criação, na Comissão de Direitos Humanos e Minorias, da Subcomissão Permanente pelo Combate ao Racismo. Integra as Comissões de Educação (CE); Constituição e Justiça (CCJ); Direitos Humanos (CMDH); Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI), além da Comissão Especial da PEC 32 e é suplente na Comissão Mista de Orçamento.

Bancário, professor, advogado, mestre em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Maranhão, Bira do Pindaré foi deputado estadual eleito em 2010 e reeleito em 2014, nasceu na cidade de Pindaré-Mirim, mas migrou para São Luís, capital maranhense, aos 2 anos de idade.

Fez parte da Assessoria Especial do governador Jackson Lago, na coordenação dos fóruns de participação popular.

No primeiro mandato na Assembleia Legislativa, em 2010, abriu mão de regalias como auxílio-moradia e salários extras e se destacou pela luta por justiça social e em defesa das comunidades, dos trabalhadores e trabalhadoras da cidade e do campo, quilombolas, mulheres e ao lado dos sindicatos.

A convite do governador do Maranhão, Flávio Dino, assumiu a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, em 2015.

Bira é casado, pai de duas filhas e gosta de ouvir, cantar e compor músicas. Amante da musicalidade poética maranhense, não deixa de escutar Rosa Reis, César Teixeira, Zeca Baleiro, Josias Sobrinho, Joãozinho Ribeiro, além das belas toadas de bumba-meu-boi e das batidas de tambor dos blocos tradicionais e ainda gosta de cantar nas horas vagas.

Seu esporte favorito é o futebol. E, como é cultural no Maranhão, torce por dois times. O Sampaio Corrêa, conhecido como a ‘Bolívia querida’, que ele acompanha nos estádios e nas rádios da ilha e pelo Flamengo.